27/10/2021
Home Paraná Lemos destaca decisões do TJ-PR que confirmam reposição da inflação a servidores...

Lemos destaca decisões do TJ-PR que confirmam reposição da inflação a servidores públicos municipais

Em discurso hoje (22) na Assembleia Legislativa (Alep), o deputado Professor Lemos (PT) destacou as decisões do Tribunal de Justiça (TJ-PR), da 5a Vara da Fazenda Pública de Curitiba e da 2a Vara da Fazenda Pública de Maringá, que determinaram a manutenção dos pagamentos da reposição da inflação aos servidores públicos municipais das duas cidades.

Lemos contou que recentemente o Tribunal de Contas (TCE-PR) encaminhou uma orientação às prefeituras, com base em uma decisão monocrática do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), apontando que a reposição inflacionária dos servidores municipais fere a Lei Complementar 173/20, a lei da pandemia.

Contudo, no entendimento da Justiça do Paraná, a LC 173/20 não tem base jurídica para suspender a reposição inflacionária, uma vez que não se configura em aumento remuneratório, e sim apenas resgata o poder aquisitivo suprimido pelo aumento do custo de vida.

“A Justiça está dando razão aos servidores. A LC 173/20 não tem poderes para modificar a Constituição Federal, que determina que todo ano, na data base, se recomponha o salário dos servidores públicos com a inflação. Foi assim que decidiu o juiz da 2a Vara da Fazenda Pública de Maringá, que manteve a reposição salarial dos servidores municipais. E no dia 20 de setembro a 5a Vara da Fazenda Pública de Curitiba também decidiu que não pode haver redução do salário dos servidores, a Constituição não permite. A lei complementar não tem o poder jurídico de impedir a reposição dos salários do funcionalismo municipal”, decretou Lemos.

O parlamentar destacou ainda que as Prefeituras devem manter o pagamento da reposição inflacionaria dos servidores municipais.

“As prefeituras não podem aplicar a LC 173/2020, devem manter a reposição salarial e os outros benefícios, porque está previsto na legislação. A LC 173 não tem o poder de desautorizar a Constituição Federal. Além disso, os trabalhadores estão sendo empobrecidos pelo Estado, pela condução da economia do governo federal”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Nome

- Advertisment -

Most Popular

Deputados pedem ao TJ suspensão do ensino domiciliar no Paraná

Os deputados de oposição na Assembleia Legislativa (Alep) apresentaram nesta terça-feira (26) ao Tribunal de Justiça (TJ-PR) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade...

Lemos denuncia fechamento das Casas Familiares Rurais (CFRs) no Paraná

O deputado Professor Lemos (PT) denunciou hoje (26) o fechamento das Casas Familiares Rurais (CFRs) no Paraná pela Secretaria de Educação (Seed)....

Lemos destaca produção de alimentos agroecológicos nos assentamentos e acampamentos do Paraná

O deputado Professor Lemos (PT) destacou hoje (25) a importância da produção agroecológica nos assentamentos e acampamentos do Paraná. Em discurso na...

Lemos pede punição a deputado que xingou e ofendeu Papa Francisco e lideranças católicas

O deputado Professor Lemos (PT) manifestou repúdio contra os xingamentos e ofensas do deputado estadual de São Paulo, Frederico D’Avila (PSL), ao...

Recent Comments