10/12/2023
Home Notícias Lemos repudia proposta do governo de retomar aulas presenciais dia 19 de...

Lemos repudia proposta do governo de retomar aulas presenciais dia 19 de outubro

O deputado Professor Lemos (PT) repudiou hoje (7) a proposta do governo do Estado de retomar as aulas presenciais em algumas escolas a partir do dia 19 de outubro. Lemos destacou que a possibilidade da retomada das atividades presenciais em plena pandemia do coronavírus deixou toda a comunidade escolar muito preocupada. Ele cobrou que o governo ouça as reivindicações dos estudantes, professores, e pais de alunos, que já se posicionaram contra a retomada das aulas neste momento. 

Líder da oposição na Assembleia, o parlamentar ressaltou que o retorno às aulas deve ser feito com total segurança e lembrou que os professores da rede estadual já aprovaram, em assembleia, uma greve geral contra o retorno às atividades presenciais nas escolas.

“O retorno às aulas presenciais tem que ser com muita segurança. A possibilidade de voltar as aulas em algumas escolas a partir de 19 de outubro deixou estudantes, pais, profissionais da educação, muito preocupados. Se o governo convocar aulas presenciais durante a pandemia, não haverá aula. Haverá greve geral por tempo indeterminado. Não haverá nem aula à distância, de modo remoto. Precisamos de muito cuidado”, alertou.

Lemos também cobrou que o Poder Executivo leve em consideração a opinião da comunidade escolar sobre a retomada das atividades presenciais nas instituições de ensino.

“Quero alertar o governo do Estado que ouça os pais, os estudantes, os profissionais da educação. O movimento estudantil tem organização, tem lideranças. Os pais e mães têm organização. A APP representa professores e funcionários da escola. O governo deve ouvir a comunidade escolar, que está organizada e não deseja o retorno das aulas neste período da pandemia, quando sabemos que ainda existe bastante contágio e não esta havendo uma redução do número de infectados e de mortes”.

O deputado ressaltou que muitas localidades que já retomaram as aulas voltaram atrás da decisão. Ele ainda defendeu que as atividades presenciais sejam retomadas apenas no próximo ano, após a vacina do coronavírus. 

“Localidades que já retomaram as aulas tiveram que recuar. É o caso de Israel, Londres, Paris. É prudente que a gente aguarde ate o final do ano, para que possamos ter a vacina para imunizar toda a população, e no próximo ano retomamos com aulas presenciais com segurança. Precisamos de segurança, não podemos colocar em risco a vida de estudantes, de profissionais da educação, e dos seus familiares”.

#mandatoLemos  #professorlemosnaluta  #lemossemprepresente #professorlemosnãopara #lemosnaAlep

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Nome

- Advertisment -

Most Popular

Oposição entra com ADI contra lei que proíbe passaporte da vacina no Paraná

Os deputados de oposição na Assembleia Legislativa (Alep) apresentaram uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR)...

O que é o Teto de Gastos e como ele afeta o Brasil

Entenda o que é o Teto de Gastos e como ele prejudica a saúde, a educação e a geração de empregos, entre...

Aprovado projeto que cria o Selo Estadual Empresa Pela Mulher

Estimular boas práticas empresariais para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher, bem como fomentar liderança corporativa de...

Terceirizações e privatizações no Ensino Médio preocupam educadores

Por Thiago Alonso/Alep “Não está tendo professor no curso. Não fomos informados que teríamos aula remota. Agora, a aula passa...

Recent Comments