02/03/2021
Home Notícias Lemos repudia proposta do governo de retomar aulas presenciais dia 19 de...

Lemos repudia proposta do governo de retomar aulas presenciais dia 19 de outubro

O deputado Professor Lemos (PT) repudiou hoje (7) a proposta do governo do Estado de retomar as aulas presenciais em algumas escolas a partir do dia 19 de outubro. Lemos destacou que a possibilidade da retomada das atividades presenciais em plena pandemia do coronavírus deixou toda a comunidade escolar muito preocupada. Ele cobrou que o governo ouça as reivindicações dos estudantes, professores, e pais de alunos, que já se posicionaram contra a retomada das aulas neste momento. 

Líder da oposição na Assembleia, o parlamentar ressaltou que o retorno às aulas deve ser feito com total segurança e lembrou que os professores da rede estadual já aprovaram, em assembleia, uma greve geral contra o retorno às atividades presenciais nas escolas.

“O retorno às aulas presenciais tem que ser com muita segurança. A possibilidade de voltar as aulas em algumas escolas a partir de 19 de outubro deixou estudantes, pais, profissionais da educação, muito preocupados. Se o governo convocar aulas presenciais durante a pandemia, não haverá aula. Haverá greve geral por tempo indeterminado. Não haverá nem aula à distância, de modo remoto. Precisamos de muito cuidado”, alertou.

Lemos também cobrou que o Poder Executivo leve em consideração a opinião da comunidade escolar sobre a retomada das atividades presenciais nas instituições de ensino.

“Quero alertar o governo do Estado que ouça os pais, os estudantes, os profissionais da educação. O movimento estudantil tem organização, tem lideranças. Os pais e mães têm organização. A APP representa professores e funcionários da escola. O governo deve ouvir a comunidade escolar, que está organizada e não deseja o retorno das aulas neste período da pandemia, quando sabemos que ainda existe bastante contágio e não esta havendo uma redução do número de infectados e de mortes”.

O deputado ressaltou que muitas localidades que já retomaram as aulas voltaram atrás da decisão. Ele ainda defendeu que as atividades presenciais sejam retomadas apenas no próximo ano, após a vacina do coronavírus. 

“Localidades que já retomaram as aulas tiveram que recuar. É o caso de Israel, Londres, Paris. É prudente que a gente aguarde ate o final do ano, para que possamos ter a vacina para imunizar toda a população, e no próximo ano retomamos com aulas presenciais com segurança. Precisamos de segurança, não podemos colocar em risco a vida de estudantes, de profissionais da educação, e dos seus familiares”.

#mandatoLemos  #professorlemosnaluta  #lemossemprepresente #professorlemosnãopara #lemosnaAlep

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Nome

- Advertisment -

Most Popular

MP recomenda revogação de Instrução que reduz aulas de Filosofia, Sociologia e Artes na rede pública

Em parecer encaminhado à Promotoria de Justiça de Proteção à Educação de Curitiba, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Criança...

Governo terminou 2020 com margem orçamentária e fiscal para pagar reposição salarial dos servidores, aponta Lemos

O governo do Paraná terminou 2020 com margem orçamentária e fiscal suficientes para pagar a reposição salarial dos servidores públicos, bem como...

Como o governo quer o início das aulas se não temos vacina e não temos condições sanitárias?, questiona Lemos

O deputado Professor Lemos (PT) disse nesta segunda-feira (22), na Assembleia Legislativa, que a suspensão ontem do concurso da Polícia Civil, faltando...

Lemos vota contra projeto que endurece regras previdenciárias dos servidores

O deputado Professor Lemos (PT) e demais parlamentares da bancada de oposição na Assembleia Legislativa (Alep) votaram contra o projeto de lei...

Recent Comments