29/11/2020
Home AGRICULTURA Aprovado projeto que institui Dia Estadual da Juventude Rural no Paraná

Aprovado projeto que institui Dia Estadual da Juventude Rural no Paraná

A Assembleia Legislativa (Alep) aprovou na segunda-feira (16) o projeto de lei 446/2020, apresentado pelo deputado Professor Lemos (PT) em conjunto com parlamentares da oposição, que institui o dia 15 de julho como o Dia Estadual da Juventude Rural. O PL foi aprovado em primeira discussão com 44 votos favoráveis.

Segundo a proposta, o objetivo é valorizar a juventude rural do Estado, que enfrenta em seu cotidiano uma série de adversidades, como exclusão do sistema produtivo, acesso precário a serviços e recursos de infraestrutura e falta de políticas públicas específicas para os jovens.

“Ao instituir o dia 15 de julho como o Dia Estadual da Juventude Rural, homenageamos e valorizamos os jovens que exercem atividades ligadas à agricultura e pecuária, e também ampliamos a discussão sobre a importância da juventude rural e seu trabalho no campo. Nossa intenção é promover a conscientização da população sobre a valorização da juventude do campo e estimular o poder público a promover políticas como acesso à internet, educação de qualidade, socialização e lazer para os jovens, entre outras medidas”, destacou Lemos.

Com a aprovação da proposta, anualmente no dia 15 de julho poderão ser realizados seminários, palestras, debates e outras atividades estimulando os jovens a permanecerem e investirem no campo.

O Secretário de Juventude Trabalhadora Rural da Fetaep (Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Estado do Paraná), Alexandre Leal dos Santos, destacou a importância da aprovação do projeto.

“Mais do que o reconhecimento de um Dia Estadual dedicado aos jovens do campo, o projeto é importante pois estimula planos e políticas públicas diferenciadas para a juventude rural. Precisamos incentivar a sucessão familiar no campo, despertar nos jovens o gosto para permanecer na agricultura, mostrar que eles têm a oportunidade de ser o próprio patrão. Acreditamos que não é uma questão de querer fixar o jovem no campo, mas sim de mostrar para eles todas as oportunidades que o campo oferece, que podem ser tão atrativas quanto as oportunidades nas cidades”.

Além do deputado Professor Lemos, assinam a proposta os deputados estaduais Arilson Chiorato (PT), Goura (PDT), Luciana Rafagnin (PT), Requião Filho (MDB) e Tadeu Veneri (PT). Para se tornar lei, o projeto ainda precisa ser votado em segunda discussão e redação final na Assembleia.

#mandatoLemos  #professorlemosnaluta  #lemossemprepresente #professorlemosnãopara #lemosnaAlep

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Nome

- Advertisment -

Most Popular

Lemos repudia discriminação e desrespeito do Governo com as mulheres professoras e funcionárias de escolas do Paraná

O deputado Professor Lemos (PT) destacou nesta quarta-feira (25) a importância do Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher e...

Governo não pode tratar a Educação com tanto desrespeito, destaca Lemos

O governo do Estado não pode tratar a Educação do Paraná com tanto desrespeito, afirmou hoje (23) o deputado Professor Lemos (PT)....

Aberta a Campanha 16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência Contra as Mulheres

No início da tarde desta sexta-feira (20/11), o deputado Professor Lemos participou da Audiência Pública remota, que abriu a Campanha 16 Dias...

Educadores mantêm acampamento e greve de fome

Em reunião realizada na tarde da quinta-feira (19), representantes da categoria, do governo Ratinho Jr. e os deputados Hussein Bakri e Professor...

Recent Comments