21/01/2021
Home EDUCAÇÃO Governo promove a exclusão de estudantes da rede pública para aumentar Ideb,...

Governo promove a exclusão de estudantes da rede pública para aumentar Ideb, alerta Lemos

Em discurso na terá-feira (1/12) na sessão online da Assembleia Legislativa (Alep), o deputado Professor Lemos (PT) alertou que o governo do Estado está promovendo o fechamento de escolas e a redução de turmas do período noturno, excluindo milhares de estudantes da rede pública de ensino, com a finalidade de melhorar a nota do Paraná no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

Na segunda-feira (30), o parlamentar já havia denunciado o programa “Se Liga!”, um programa de recuperação escolar que obriga professores e professoras da rede pública a retirar faltas e aprovar alunos sem que os estudantes tenham frequentado a escola durante o ano letivo ou alcançado as notas para serem aprovados, forjando a redução na taxa de reprovação e abandono escolar para alcançar o primeiro lugar no próximo ranking do IDEB.

Lemos explicou que, ao invés de optar pela inclusão de cada vez mais jovens e adultos no sistema de ensino, o governo opta por excluir alunos da rede pública.

“Isto é muito grave. O governo está fechando escolas que acha que podem supostamente reduzir a nota do IDEB. São muitas escolas na lista de serem fechadas, e isto é inaceitável! A comunidade precisa destas escolas. Também tem o período noturno. Várias escolas estão com o ensino noturno ameaçado para o ano que vem. São centenas de turmas que podem desaparecer. Este estudante, jovem ou adulto, trabalhador, ele tem mais dificuldades e muitas vezes é aquele estudante que mais reprova, que mais abandona a escola. É exatamente aí, com a exclusão, que o governo quer melhorar o IDEB. Se estes alunos não pertencerem mais aos quadros das escolas, eles não vão puxar o IDEB para baixo”, explicou.

Líder da oposição, o deputado afirmou ainda que, ao adotar políticas de exclusão, sem levar em consideração a qualidade do ensino e aprendizado, o governo Ratinho Jr. presta um desserviço à educação do Estado.

“Pensar apenas no IDEB é um erro, é um desserviço à educação do Paraná. Nós precisamos cuidar da aprendizagem, cuidar da qualidade do ensino, com inclusão, não colocando para fora das escolas adolescentes, jovens e adultos, que precisam da escola pública. Isto é inaceitável! Não queremos o fechamento de nenhuma escola nem turmas do período noturno!”, cobrou.

#mandatolemos #professorlemosnaluta #lemossemprepresente #professorlemosnãopara #IDEB #lemosnaAlep

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Nome

- Advertisment -

Most Popular

Inflação maior para os mais pobres aprofunda a desigualdade

Os segmentos de “habitação” e “alimentos e bebidas” foram os que mais impactaram a inflação das famílias de menor renda. Já os...

Oposição vota contra projeto que amplia militarização das escolas

Os deputados de oposição votaram contra o projeto de lei do governo Ratinho Jr. que amplia a militarização as escolas da rede...

Lemos pede vistas e adia votação do projeto que amplia militarização das escolas

Um pedido de vistas do deputado Professor Lemos (PT) na reunião da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa (Alep), realizada no início...

Trabalhadores do campo e da cidade colhem quatro toneladas de feijão orgânico em mutirão

Nas terras do assentamento Contestado, na Lapa-PR, cerca de 100 trabalhadores do campo e da cidade se uniram em um mutirão de...

Recent Comments