02/03/2021
Home SERVIDORES PÚBLICOS Lemos pede união pela aprovação de PEC que fixa jornada para policiais...

Lemos pede união pela aprovação de PEC que fixa jornada para policiais militares

Preocupado com os problemas relacionados à saúde mental dos profissionais da segurança pública do Paraná, o deputado Professor Lemos (PT) defendeu hoje (15) união em torno da aprovação da PEC 4/2019, que garante aos policiais e bombeiros militares a fixação da jornada semanal de 40 horas, já assegurada aos servidores civis.

“Os policiais têm uma jornada de trabalho desumana, sem carga horária definida, o que tem contribuído muito para doenças físicas e mentais do pessoal militar. Isso precisa ser mudado, pois é desumano e injusto. Por isso apresentamos, junto com o deputado Soldado Fruet, uma PEC para fixar a carga horária máxima de 40 horas semanais para os policiais”, afirmou.

Lemos explicou que apresentou, na legislatura passada, uma PEC com o mesmo teor. Contudo, como a proposta não prosperou, a PEC foi reapresentada em 2019 tendo Fruet como coautor. O deputado destacou que é preciso “unidade para aprovar esta PEC, pois ela merece ser apreciada e aprovada por unanimidade”.

“Nós precisamos aprovar esta PEC. Outros estados já disciplinaram esta matéria. Se precisar que um policial trabalhe mais do que 8 horas por dia, ou 40 horas por semana, este tempo extra precisa ser valorado. Ele recebe como serviço extraordinário. Porque o efetivo do Paraná hoje é menor do que há 25 anos, sendo que a população é bem maior. Precisamos de unidade para aprovar esta PEC, pois ela merece ser apreciada e aprovada por unanimidade nesta Casa”.

Em seu discurso, Lemos também cobrou do Poder Executivo a regulamentação dos subsídios dos policiais militares e bombeiros do Estado.

“Em 2009 eu apresentei a PEC do Subsídio, que foi aprovada em 2010 e implantada em 2012, tanto da polícia civil quanto da polícia militar. Entretanto, na hora de regulamentar, a lei não foi justa com a polícia militar e os bombeiros, fez discriminação em relação a outras categorias. Isto precisa ser corrigido. Neste sentido, fizemos um requerimento ao governo, que respondeu afirmando que reconhece e que precisa fazer alterações naquela lei, para fazer justiça com a Polícia Militar. A resposta é boa, mas precisa que o governador mande uma proposta de lei para alterar a lei de 2012, fazendo justiça e implementando corretamente o subsídio para os policiais militares e bombeiros do Estado”, destacou.

Ainda na sessão de hoje, Lemos reforçou o apelo para que o governo do Estado estabeleça o diálogo com representantes dos professores e funcionários de escolas do Paraná.

“Os professores e funcionários de escola têm sido alvo de várias maldades, e isso precisa ser reparado. Não dá mais. Nós aprovamos em 2015 o Plano Estadual de Educação, que estipula 20 metas para a educação, com prazo para concluir. Nenhuma destas metas está sendo cumprida. Esta lei não tem sido respeitada. Ao contrário, estamos com salários e carreira dos funcionários da educação congelados. Nós tivemos salários reduzidos com a reforma da previdência. Tivemos um ataque brutal na matriz curricular, o fechamento de várias turmas, do ensino noturno. Estamos sofrendo um ataque na educação com a proposta de terceirizar os funcionários de escola”, denunciou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Nome

- Advertisment -

Most Popular

MP recomenda revogação de Instrução que reduz aulas de Filosofia, Sociologia e Artes na rede pública

Em parecer encaminhado à Promotoria de Justiça de Proteção à Educação de Curitiba, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Criança...

Governo terminou 2020 com margem orçamentária e fiscal para pagar reposição salarial dos servidores, aponta Lemos

O governo do Paraná terminou 2020 com margem orçamentária e fiscal suficientes para pagar a reposição salarial dos servidores públicos, bem como...

Como o governo quer o início das aulas se não temos vacina e não temos condições sanitárias?, questiona Lemos

O deputado Professor Lemos (PT) disse nesta segunda-feira (22), na Assembleia Legislativa, que a suspensão ontem do concurso da Polícia Civil, faltando...

Lemos vota contra projeto que endurece regras previdenciárias dos servidores

O deputado Professor Lemos (PT) e demais parlamentares da bancada de oposição na Assembleia Legislativa (Alep) votaram contra o projeto de lei...

Recent Comments