27/10/2021
Home Sem categoria Lemos: “Superávit na previdência deve beneficiar os servidores públicos”

Lemos: “Superávit na previdência deve beneficiar os servidores públicos”

“Por que o governo não pode conversar com os donos da previdência, negociar com os servidores, para que eles voltem a receber o salário que recebiam antes da reforma? É possível! Não quebra o Estado, e a previdência continuará crescendo e com vida longa”, defendeu hoje (22) o deputado Professor Lemos (PT), solicitando que o governo Ratinho Jr. que receba representantes dos servidores e aceite as reivindicações do funcionalismo relacionadas ao projeto de lei 189/2021, que propõe a desoneração do Estado da contribuição previdenciária ao mesmo tempo que mantém a alíquota previdenciária do funcionalismo em 14%.

Lemos defendeu que o superávit superior a R$ 15 bilhões identificado pelo Poder Executivo nos fundos previdenciários seja utilizado em benefício dos verdadeiros donos da previdência: os trabalhadores e trabalhadoras do serviço público.

“O governo aumentou a idade para aposentadoria e o tempo de contribuição; alterou o cálculo e reduziu o benefício; aumento a alíquota previdenciária, que passou de 11% para 14%; passou a cobrar previdência de servidores que eram isentos. Todas estas mudanças, que sacrificaram os servidores, geraram o superávit superior a R$ 15 bilhões. Agora o governo, entendendo que tem superávit, quer retirar o compromisso de contribuir, como empregador, com os fundos previdenciários. Os servidores estão propondo que pode aliviar parte para o empregador, mas tem que aliviar também para os verdadeiros donos da previdência, que são os servidores públicos”, afirmou.

Lemos defendeu as emendas apresentadas pela bancada de oposição ao PL 189/2021, entre elas as propostas que retornam a 11% a alíquota previdenciária do funcionalismo e também a que retira o desconto da previdência para os aposentados que recebem menos do que o teto do INSS.

“É possível voltar o desconto previdenciário para 11% de todos os servidores. É possível retirar o desconto da previdência de quem está aposentado, de que está na reserva no caso dos militares, deixar isento até o teto do INSS. As emendas da oposição vão desonerar o Estado e aliviar o bolso dos donos da previdência, que são os servidores civis e militares”.

As emendas da oposição receberam parecer contrário do deputado Hussein Bakri (PSD) na reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Como houve pedido de vistas, as emendas serão votadas na CCJ nesta quarta-feira. Também amanhã, a proposta será votada em segunda e terceira discussões em plenário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Nome

- Advertisment -

Most Popular

Deputados pedem ao TJ suspensão do ensino domiciliar no Paraná

Os deputados de oposição na Assembleia Legislativa (Alep) apresentaram nesta terça-feira (26) ao Tribunal de Justiça (TJ-PR) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade...

Lemos denuncia fechamento das Casas Familiares Rurais (CFRs) no Paraná

O deputado Professor Lemos (PT) denunciou hoje (26) o fechamento das Casas Familiares Rurais (CFRs) no Paraná pela Secretaria de Educação (Seed)....

Lemos destaca produção de alimentos agroecológicos nos assentamentos e acampamentos do Paraná

O deputado Professor Lemos (PT) destacou hoje (25) a importância da produção agroecológica nos assentamentos e acampamentos do Paraná. Em discurso na...

Lemos pede punição a deputado que xingou e ofendeu Papa Francisco e lideranças católicas

O deputado Professor Lemos (PT) manifestou repúdio contra os xingamentos e ofensas do deputado estadual de São Paulo, Frederico D’Avila (PSL), ao...

Recent Comments