30/07/2021
Home SERVIDORES PÚBLICOS Lemos sai em defesa dos servidores contra novo ataque à previdência do...

Lemos sai em defesa dos servidores contra novo ataque à previdência do funcionalismo

O deputado Professor Lemos (PT) saiu em defesa dos servidores públicos contra mais um ataque à previdência do funcionalismo, previsto no projeto de lei 189/2021 apresentado pelo governo Ratinho Jr., que propõe a redução da contrapartida da contribuição previdenciária patronal nos fundos previdenciários dos servidores ao longo dos próximos anos.

Em discurso hoje (15) na Assembleia Legislativa (Alep), Lemos explicou que a proposta reduz os aportes do Estado a título de custeio suplementar aos fundos previdenciários, medida que na prática reduz drasticamente os valores que o Estado deve repassar à previdência estadual.

“A reforma da previdência de 2019, que aumentou de 11% para 14% a alíquota previdenciária paga pelos servidores, onerou de uma forma muito violenta o funcionalismo. Este aumento de 3% resultou em um implemento de R$ 4 bilhões nos fundos previdenciários relativos à contribuição dos servidores da ativa, R$ 4,5 bilhões relativos aos aposentados e pensionistas e mais de R$ 6,1 bilhões referente à contribuição do Estado. Agora que o governador percebeu que teremos um superávit de R$ 14,6 bilhões nos fundos previdenciários, mandou um projeto para a Assembleia propondo que o Estado seja desonerado da contribuição previdenciária, mas manteve a contribuição do servidor público, que teve o salário reduzido!”, explicou.

Segundo Lemos, o superávit anunciado pelo Poder Executivo nos fundos previdenciários confirma que os servidores do Paraná tinham razão ao lutar contra a reforma da previdência de 2019. Ele exigiu que, a partir de agora, o governo faça a recomposição das perdas salariais causadas pelas mudanças na previdência dos servidores públicos.

“Está comprovado que não precisava fazer a reforma da previdência porque o Paraná não estava com déficit atuarial. Não precisamos votar este projeto com rapidez. Vamos olhar o que é possível devolver ao servidor. Este superávit foi tomado do servidor e precisa ser devolvido ao servidor. O governo precisa corrigir isto, não precisa deixar o salário dos servidores diminuído por conta desta reforma. Houve um equívoco brutal”.

O parlamentar propôs que o montante relativo à desoneração proposta pelo Poder Executivo seja dividido entre o Estado, servidores da ativa e servidores aposentados.

“O Estado não vai ter problema, a previdência não vai ter problema, e os servidores vão ter de volta aquilo que têm direito. Os salários dos servidores foram reduzidos, houve uma diminuição do salário líquido ao aumentar a alíquota sem necessidade. Este projeto é a oportunidade que temos de fazer justiça aos valorosos servidores públicos do Paraná, que atuam na segurança pública, na saúde, na educação, nas diversas áreas, fazendo a política pública acontecer”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentário
Nome

- Advertisment -

Most Popular

Manobra do governo Ratinho quer afrouxar legislação que regulamenta prestação de serviços públicos

Os deputados de oposição denunciaram hoje (12) uma manobra do governo do Ratinho Jr. para afrouxar a legislação que trata da delegação...

Professor Lemos defende servidores e pede voto contra LDO

Líder da oposição na Assembleia Legislativa (Alep), o deputado Professor Lemos (PT) saiu em defesa dos servidores públicos e encaminhou voto contra...

Lemos pede liberação de recursos do Estado para a Uopeccan e o Hospital Universitário do Oeste

Em discurso nesta segunda-feira (5) na Assembleia Legislativa, o deputado Professor Lemos (PT) defendeu junto ao governo do Estado a liberação de...

Lemos reforça pedido de auxílio financeiro a educadores e estudantes para aulas online

Preocupado com as dificuldades enfrentadas por professores, funcionários de escolas e estudantes da rede pública nas aulas online durante a pandemia, o...

Recent Comments